Política de Cookies: Usamos cookies próprios e de terceiros para mostrar publicidade relacionada às suas preferências de acordo com seus hábitos de navegação. Se você continuar navegando, consideraremos que você aceita seu uso. Você pode alterar as configurações ou obter mais informações aqui. 

Aceitar

SALÓN LOOK - Look to the Future - Professionals Meetings
GH - GALLERY HAIR: A revista profissional de uso e consulta em Salões de Cabeleireiro

TÉCNICA

5 técnicas de corte que todo o estilista deve conhecer

Para principiantes ou não, dominar a tesoura e aplicar estilos e técnicas com um fim, permite obter a liberdade absoluta e experimentação de um corte perfeito, o que procuram as nossas clientes


18/06/2020

Se a tua ilusão é ser cabeleireiro ou cabeleireira, ou converteres-te num hairstylist especialista que domine absolutamente tudo em relação à técnica em matéria de corte, há cinco 'modus operandi' chave que todo o profissional deve saber. E não o dizemos nós mas sim a estrela britânica do cabeleireiro Akin Konizi de HOB Salons.

"O uso das técnicas de corte adequadas pode adicionar movimento e dimensão a um penteado", diz Akin. "Uma vez que conheças as técnicas adequadas para usar, podes criar qualquer forma ou textura. Trata-se de usar técnicas concretas para ajudar-te a desenvolver as tuas habilidades de corte".

As cinco técnicas do corte que cabelo que todo o hairstylist devia conhecer

Trata-se assim de cinco técnicas concretas e que conseguem resultados surpreendentes e perfeitos se se souber manejar.

Camadas

1. Camadas.
A técnica mais importante, mas frequentemente a mais subestimada. Uma boa camada ajuda a criar o material, volumes e textura para dar forma, segundo seja para cada tipo de cabelo, tirando o melhor de cada um. Um exemplo atual do regresso e imperecível corte a camadas é o shag.

Degradés

2. Degradés.
O degradé utiliza-se para delimitar o peso, com linhas geométricas com ou sem tensão sustendo o contorno de qualquer forma que se queira. Obrigatório dispor das tesouras adequadas segundo o degradé que queiramos realizar.

Degradé ao inverso

3. Degradé ao inverso.
O contrário de cada secção cada vez mais curta, enfrentando uma secção cada vez mais longa. Usou-se muito nos anos 80 para criar geometria dura e forte. E é um dos segredos dos melhores hairstylists. A versão moderna é usá-la em estilos de um só comprimento, como o caso do bob invertido.

Texturizado

4. Texturizado.
Trata-se de cortar comprimentos mais curtos para criar uma forma interna que funcione como uma estrutura para cada estilo. Às vezes dará um efeito suavizante, ou utiliza-se para adelgaçar o cabelo. Todo um mundo de possibilidades, mudando o peso e visualização do cabelo.

Corte de precisão

5. Corte de precisão.
O corte de precisão não é só geometria. Assim, deveria ter-se presente em cada trabalho. A precisão traduzir-se-á ou será possível apenas se a nossa técnica e utilização da tesoura é perfeita.

 
Mais informação

  • Partilhe este artigo
  • Enviar a un amigo
  • Compartir en WhatsApp
ALTER EGO ITALY - Made with Kindness

 

ALTER EGO ITALY - Made with Kindness
Grátis! Agora! Toda a atualidade no teu correio eletrónico de 15 em 15 dias. Subscreve.
ALTER EGO ITALY - Made with Kindness
ALTER EGO ITALY - Made with Kindness