Política de Cookies: Usamos cookies próprios e de terceiros para mostrar publicidade relacionada às suas preferências de acordo com seus hábitos de navegação. Se você continuar navegando, consideraremos que você aceita seu uso. Você pode alterar as configurações ou obter mais informações aqui. 

Aceitar

SALÓN LOOK - Salão Internacional da Imagen e da Estética Integral
Grátis! Agora! Toda a atualidade no teu correio eletrónico de 15 em 15 dias. Subscreve.
Grátis! Agora! Toda a atualidade no teu correio eletrónico de 15 em 15 dias. Subscreve.

ATUALIDADE

As ruivas, estão na moda!

Volta a saltar à vista o ruivo que ocupa o lugar estrela nas mostras de cor dos salões. Mas, que condições definem ao cabelo que naturalmente é ruivo? Com menos grisalhos e difícil de tingir, ajudamos-te a tratá-lo e a embelezá-lo


29/04/2019

Nicole Kidman usa de novo e depois de um longo tempo escondida por detrás do loiro, o seu icónico cabelão ruivo.

O ruivo volta a estar na moda!

Por exigências do guião, Nicole Kidman recupera o seu ruivo original e os seus inconfundíveis caracóis. E fez com que os hairstylists voltem a vista atrás e revejam os fundamentos do cabelo ruivo, que depois de uns anos guardado no caixão, é recuperado agora por passerelles e personagens icónicas para disfrute dos salões de cabeleireiro.

Historicamente, “os ruivos foram o objetivo das legendas urbanas fantasiosas e até objeto de discriminação”, adianta-nos Lorean Martinez, hairstylist capilar de Divinité Salón.

Porém, nos últimos meses, o fenómeno foi mudado e os cabelos ruivos pisam com força nas passadeiras vermelhas através de celebridades mundiais como Jessica Chastain.

Os ruivos representam apenas 1% ou 2% da população mundial. Uma cor de cabelo predominante sobretudo nos indígenas do norte da Europa e Europa Ocidental. A Escócia é o país que tem a taxa mais alta de ruivos do mundo com 13% da população. Seguem depois e curiosamente, Espanha com 10% e França com 5%.

Assim por que não conhecer mais acerca do ruivo, estranho objeto de desejo de muitos, que além disso, está confirmado, é uma tendência em alça que se reflete no mundo da moda através de desfiles como os de Gucci, Marc Jacobs, Alexander Wang ou Chloe, firmas que apostam por modelos ruivas e situam-nas no mais alto da passerelle.

Características únicas

A hairstylist capilar Lorena Martínez trabalha os cabelos ruivos e descobre-nos todas as suas particularidades e tratamentos específicos para cuidar dos cabelos ruivos. Começando pela primeira: os ruivos têm menos cabelo e menos grisalhos.

Sim, um cabelo saudável ruiva conta com 90.000 cabelos, contra uma morena com 140.000 ou uma loira com 110.000.

Porém, os ruivos compensam essa falta de cabelo com uma textura mais grossa, espessa e forte, dando a impressão de ter mais quantidade que o resto. "Um cabelo mais escasso mas mais espesso é mais fácil de moldar, esse é um dos pontos fortes das ruivas", explica Lorena Martínez.

Um cabelo grosso e forte como o dos ruivos precisa de tratamentos intensivos de hidratação para ser suave e brilhante. Lorena recomenda os serviços capilares orgânicos, adaptados às necessidades de cada cabelo.

Os ruivos conservam o seu pigmento natural durante mais tempo que o resto, por isso não se preocupam com os grisalhos. O cabelo ruivo, porém, vai perdendo tonalidade com os anos, passando por uma cor cobriça e um loiro rosado antes de se converter em branco.

Porque custa mais pintar o cabelo ruivo?

Outra das condições que qualquer ruivo ou ruiva sofrem é que é difícil de pintar. Isto deve-se a que dada a esta forte pigmentação do cabelo, pigmentar de novo e neste caso artificialmente, converte-se numa tarefa árdua e complicada.

Os ruivos representam apenas 1% ou 2% da população mundial. Uma cor de cabelo predominante sobretudo nos indígenas do norte da Europa e Europa Ocidental.

"Uma das opções mais recorrentes é descolorar o cabelo porque a tinta não tem efeito sobre o cabelo ruivo", explica a hairstylist. “Por outro lado, a descoloração neste tipo de cabelos pode ser arriscada já que são mais frágeis que os de qualquer outra tonalidade".

Lorena Martínez propõe uma alternativa eficaz para os cabelos ruivos: "Em vez de descolorar, recomendo um tratamento de cor com proteínas para dar brilho e pigmento ao cobriço, ajuda a revitalizar a cor perdida e mantêm o cabelo com um aspeto são e natural". Para a manutenção em casa, o melhor é "realizar tratamentos sem sulfatos de hidratação para usar um cabelo são, suave e brilhante".

 
Mais informação

  • Partilhe este artigo
  • Compartir en WhatsApp
Subscreve a newsletter da Beautymarket Informa.

 

SALÓN LOOK - Salão Internacional da Imagen e da Estética Integral
Grátis! Agora! Toda a atualidade no teu correio eletrónico de 15 em 15 dias. Subscreve.
Grátis! Agora! Toda a atualidade no teu correio eletrónico de 15 em 15 dias. Subscreve.
Grátis! Agora! Toda a atualidade no teu correio eletrónico de 15 em 15 dias. Subscreve.
Grátis! Agora! Toda a atualidade no teu correio eletrónico de 15 em 15 dias. Subscreve.
SALÓN LOOK - Salão Internacional da Imagen e da Estética Integral
SALÓN LOOK - Salão Internacional da Imagen e da Estética Integral
SALÓN LOOK - Salão Internacional da Imagen e da Estética Integral