Política de Cookies: Usamos cookies próprios e de terceiros para mostrar publicidade relacionada às suas preferências de acordo com seus hábitos de navegação. Se você continuar navegando, consideraremos que você aceita seu uso. Você pode alterar as configurações ou obter mais informações aqui. 

Aceitar

Grátis! Agora! Toda a atualidade no teu correio eletrónico de 15 em 15 dias. Subscreve.
SALÓN LOOK - Salão Internacional da Imagen e da Estética Integral
SALÓN LOOK - Salão Internacional da Imagen e da Estética Integral
Grátis! Agora! Toda a atualidade no teu correio eletrónico de 15 em 15 dias. Subscreve.

ATIVOS

Cosmética capilar, que não te confundam as etiquetas

Sais e sulfatos, silicones e parabenos no ponto de mira. Mas sabes realmente o que são? Domina a nova linguagem cosmética e que não te confundam


07/09/2019

Cada vez mais implantada, a tendência do consumo aponta ao natural.

Notícias e titulares inundam-nos com ativos bons e outros que supostamente não o são. Sobretudo quando se trata de cosmética para a pele.

Mas, o que se passa com a cosmética para o cabelo?

Pois algo muito similar que as etiquetas que se dão a ler. Isso sim, antes de tudo, com conhecimento. Porque sinceramente, são demasiadas as ocasiões na realidade nas quais se desconhece o verdadeiro significado do que um champô ou uma máscara contém ou não e como afetaria o nosso cabelo e couro cabeludo e o do nosso cliente, claro.

Valeria Costa

A especialista em recuperação capilar de Aquarela Cabeleireiros, Valeria Costa, assinala que a oferta de produtos cosméticos para o cuidado do cabelo é tão grande que muitas vezes não nos deixamos levar pela primeira impressão e obviamos o que é realmente importante na hora de realizar qualquer compra: ler a etiqueta. "Nelas temos toda a informação necessária para saber se estamos a adquirir um bom produto ou não" assegura. Ainda que no caso dos produtos capilares há ingredientes que geram uma maior confusão.

Três ingredientes a exame

Em concreto, os ingredientes mais debatidos ou nomeados são três, sais e sulfatos, silicones e parabenos.

Vejamos um a um:

SAIS E SULFATOS. Frequentemente, ambos os termos se confundem, mas trata-se de ingredientes diferentes. Os sulfatos são produtos detergentes que geram espuma e limpam a fundo o couro cabeludo, irritando o couro cabeludo e produzindo comichão, caspa e secura.
Por outro lado, o sal serve para fornecer espessura e consistência ao champô, mas devido à sua composição, desidrata o cabelo. Por isso, o uso de produtos sem sal nem sulfatos melhora consideravelmente a saúde do couro cabeludo e, além disso, alonga a duração da cor no caso do cabelo pintado.

Desconhece-se o verdadeiro significado do que um champô ou uma máscara contém ou não.

SILICONES. Ao contrário do que se pensa, o uso moderado de produtos que contenham silicones não prejudica o nosso cabelo. Reconhecem-se sob o nome, aqueles ingredientes acabados em “cone”, “Conol” e “xane” e servem para melhorar o aspeto do cabelo porque preenchem os buracos da erva dotando-o de suavidade e aparência sedosa.
Mas é importante saber que os silicones não desaparecem mas permanecem sobre a cutícula. Por isso, se abusamos, esta “camada protetora” pode saturar e dificultar a oxigenação natural do cabelo provocando desidratação, cabelo oleoso ou comichões no couro cabeludo.

Nelas temos toda a informação necessária para saber se estamos a adquirir um bom produto…

PARABENOS. Hoje em dia é fácil ler nas etiquetas frases como "sem parabenos" ou "Livre de parabenos", sendo que cada vez mais as marcas que prescindem deles nos seus produtos devido à sua má utilização. A sua principal função é conservar o produto para evitar que perca a sua eficácia, mas desde abril de 2014 a União Europeia proibiu o uso em cosméticos dos parabenos de cadeia longa (isobutilparabeno, fenilparabeno, bencilparabeno e pentilparabeno) porque diferentes estudos associam-nos a problemas de pele, alterações do equilíbrio hormonal e até chegaram a relacionar com o cancro da mama.

Em qualquer caso, e em relação aos parabenos, assegura Valeria Costa, "não existe unanimidade da comunidade científica sobre a utilização nem conclusões definitivas em relação ao tema".

 
Mais informação

  • Partilhe este artigo
  • Compartir en WhatsApp
Recebe-a totalmente grátis todas as semanas no teu correio eletrónico!

 

Grátis! Agora! Toda a atualidade no teu correio eletrónico de 15 em 15 dias. Subscreve.
SALÓN LOOK - Salão Internacional da Imagen e da Estética Integral
SALÓN LOOK - Salão Internacional da Imagen e da Estética Integral
Grátis! Agora! Toda a atualidade no teu correio eletrónico de 15 em 15 dias. Subscreve.
SALÓN LOOK - Salão Internacional da Imagen e da Estética Integral
Grátis! Agora! Toda a atualidade no teu correio eletrónico de 15 em 15 dias. Subscreve.
Grátis! Agora! Toda a atualidade no teu correio eletrónico de 15 em 15 dias. Subscreve.
Grátis! Agora! Toda a atualidade no teu correio eletrónico de 15 em 15 dias. Subscreve.