Política de Cookies: Usamos cookies próprios e de terceiros para mostrar publicidade relacionada às suas preferências de acordo com seus hábitos de navegação. Se você continuar navegando, consideraremos que você aceita seu uso. Você pode alterar as configurações ou obter mais informações aqui. 

Aceitar

Grátis! Agora! Toda a atualidade no teu correio eletrónico de 15 em 15 dias. Subscreve.
Grátis! Agora! Toda a atualidade no teu correio eletrónico de 15 em 15 dias. Subscreve.

ATUALIDADE

Guerra de preços por discriminação de género em cabeleireiro, uma carreira pela igualdade

Ter em conta o tempo de trabalho e não o género da pessoa é a mensagem que quer transmitir o coletivo “Coiffure em lutte”, lançado por Laura Morandi, cabeleireira que denuncia as diferenças de tarifas entre homens e mulheres e LGBT


  • Subscreve a newsletter da Beautymarket Informa.
  • Javier Gomar 

    Víctor Alonso 

    Jose Urrutia 

    Raquel Saiz 

    María Gómez 

    Yolanda Aberasturi 

    Olga García 

  • x

    EVENTOS

    ghd apresentou-se num evento único em Lisboa

    A marca profissional britânica marcou presença na capital portuguesa num evento que juntou profissionais e influencers, com a missão de fazer crescer a marca a nível nacional

  • x

    EVENTOS

    Beauty Contact País Basco-Bilbau: o teu congresso

    Desenhado exclusivamente para ti profissional da Imagem Pessoal. Vem, contacta e aprende em BC País Basco, nos dias 5 e 6 de junho, domingo e segunda respetivamente, no marco do Hotel Occidental Bilbao. Um evento de características únicas

  • x

    ACESSÓRIOS DE PENTEADO

    Diadema com efeito turbante, o acessório de noivas e convidadas

    As bandoletes voltam a ser a peça capilar estrela para esta temporada primavera-verão 2022

  • x

    Tendências

    A coloração das que querem deixar de ser loiras

    Os castanhos morenos são a última tendência, já que são ideais sobre uma base clara e respeitam a saúde do cabelo

  • x

    COR PARA O CABELO

    10 conselhos para um ruivo super sedutor

    Volta com mais paixão que nunca aos cenários da moda. Por isso, nada melhor que um guia de consulta para que o vermelho dure e dure, e brilhe este verão

  • x

    SECTOR

    Produtos a granel nos cabeleireiros

    Na venda a granel de produtos de cosmética capilar parte do futuro dos cabeleireiros? Em França, os resultados são surpreendentes

20/12/2021

“Porque um corte feminino deve custar necessariamente mais que um corte masculino?”, perguntava-se Laura Morandi.

Profissional francesa à frene do seu salão durante 14 anos, que depois da pandemia, e desde casa a causa dela, com tempo para reflexionar e atuar, deu início à sua campanha pela “igualdade de género” no cabeleireiro.

Tanto foi assim que causou furor nas redes sociais. Tudo começou com uma simples publicação na sua conta de Instagram, pedindo aos seus seguidores que lhe vão ajudar a difundir e denunciar a questão.

Para Laura Morandi a ideia não é alinhar o preço de todos os serviços dos homens com o das mulheres. Propõe que a duração do trabalho determine o preço.

Assim nasce o coletivo “Coiffure em lutte”, que reúne a profissionais mas também a clientes interessados nos temas abordados pela campanha iniciada por Laura Morandi: discriminação de preços e diferenças de género que marcam tarifas diferentes e até abusivos se se trata de um serviço para não binários ou pessoa transgénero. O qual, para Morandi, era claramente discriminatório. Porque além disso, estas pessoas, comulgam com estes preços pelo mau trato recebido em alguns cabeleireiros clássicos, não querendo voltar aos mesmos. “Recebi vários clientes que já não se atreviam a ir aos salões tradicionais por más experiências”, explica a cabeleireira relatando as suas próprias vivências à frente do seu salão.

O seu objetivo, agora: “lutar contra todas as formas de discriminação”.

E com as ideias muito claras: “os preços na cabeleireira devem estar vinculados ao tempo empregue pelo profissional e não ao género da pessoa”.

Discriminação homem, mulher e LGBT no cabeleiro

Este debate, porém não é algo novo. Em 2018, a associação de consumidores CLCV em França, tinha observado “frequentes sobrecustos de tarifas femininas em comparação com as tarifas de homens”, ate em serviços semelhantes. Segundo o seu estudo da mesma, o serviço “champô + corte + secagem / penteado”, independentemente do comprimento do cabelo, custa em média 20,45 euros para os homens e 30, 07 euros para as mulheres, uma diferença de mais de 46%.

Uma escala de preços que, segundo CLCV, “luta por encontrar uma justificação”. Ainda que para Laura Morandi, tal como adiantámos, a ideia não é alinhar o preço de todos os serviços dos homens com o das mulheres. Propõe que a duração do trabalho determine o preço. Em resumo, os cabeleireiros deveriam substituir as palavras “homem-mulher” por “corte curto, médio longo ou longo”. Isso apenas para começar e continuar com as diferenças de género em relação ao coletivo LGBT.

 
Mais informação

  • Partilhe este artigo
  • Enviar a un amigo
  • Compartir en WhatsApp
Subscreve a newsletter da Beautymarket Informa.

 

Grátis! Agora! Toda a atualidade no teu correio eletrónico de 15 em 15 dias. Subscreve.
Grátis! Agora! Toda a atualidade no teu correio eletrónico de 15 em 15 dias. Subscreve.
Grátis! Agora! Toda a atualidade no teu correio eletrónico de 15 em 15 dias. Subscreve.
Grátis! Agora! Toda a atualidade no teu correio eletrónico de 15 em 15 dias. Subscreve.