Política de Cookies: Usamos cookies próprios e de terceiros para mostrar publicidade relacionada às suas preferências de acordo com seus hábitos de navegação. Se você continuar navegando, consideraremos que você aceita seu uso. Você pode alterar as configurações ou obter mais informações aqui. 

Aceitar

Grátis! Agora! Toda a atualidade no teu correio eletrónico de 15 em 15 dias. Subscreve.
Grátis! Agora! Toda a atualidade no teu correio eletrónico de 15 em 15 dias. Subscreve.
BM Cabeleireiro > Cabeleireiro > Hospital Capilar

OPINIÃO ESPECIALISTA

O que é alopecia de tração

Este tipo de alopecia origina-se pelo cansaço prolongado sobre o couro cabeludo de penteados apanhados, tranças ou extensões, assim como pela utilização de acessórios como elásticos, cintas ou diademas que apertam


30/03/2023

A herança genética, o stress ou a ansiedade, determinadas doenças médicas ou as mudanças hormonais ou estacionais são alguns dos fatores mais comuns que, frequentemente, podem provocar a queda de cabelo e, assim, estima-se que 50% da população vai enfrentar esta perda em algum ponto da vida. Porém, existem outros condicionantes que também poderiam influenciar em sofrer algum tipo de calvície, como levar de forma frequente alguns penteados como monos, apanhados, tranças, rastas ou extensões; já que o seu uso prolongado poderia desembocar no aparecimento da alopecia de tração, segundo Hospital Capilar, corporação do setor capilar.

“O feito de usar monos ou penteados puxados em determinados eventos, ou bem em dias concretos, não causará alopecia de tração, ainda que se usem de forma permanente ou repetitiva durante meses ou anos, se poderiam chegar a produzi-la, assim como a utilização prolongada de acessórios como elásticos ou pinças, que também podem gerar tensão no couro cabeludo, sobretudo em cabelos finos e com pouca densidade. Este tipo de alopecia, além disso, pode suceder a qualquer pessoa e, nestes casos, a raiz do cabelo vai terminar por se debilitar e o cabelo não voltará a ser mesmo e, até, poderia crescer com menor força”, explica o doutor Joaquin Dominguez, da clínica Hospital Capilar.

O que é a alopecia de tração

Desta forma, a alopecia de tração é aquela que se origina a consequência do aperto prolongado sobre o couro cabeludo por penteados apertados ou apanhados muito apertados, sendo também muito comum em pessoas de etnia africana ou afroamericana por penteados como tranças africanas. Nestes casos, os talos pilosos vêem-se submetidos a uma grande tensão, especialmente em zonas como as patilhas, bochechas ou frente, e a perda de cabelo aparece pela tração mecânica que gera a rutura e curvado do cabelo, que provoca, pouco a pouco, este desprender do folículo e fecha-se por completo, não voltar a nascer mais.

Uma queda reversível?

Apesar de que este tipo de alopecia é reversível se se atua de forma muito cedo, é importante recalcar que, se não se muda esse hábito, o folículo piloso poderá chegar a sofrer um dano irreparável que, por fim, fará com que o pelo não recupere. A este respeito, o dr. Dominguez assinala que “se o paciente manteve o penteado durante pouco tempo, o mais normal é que a alopecia reverta-se ao saber eliminando a causa da queda que é a tração, mas se esta é muito prolongada no tempo pode ser irreversível, ao produzir-se uma alopecia cicatricial”, comentam-nos os especialistas de Hospital Capilar.

Pela sua parte, alguns dos primeiros sintomas inequívocos que indicam que existe um dano no cabelo são a perda de densidade na primeira linha, assim como sentir uma sensação de alivio quando desfazemos o penteado, dor de cabeça, vermelhidão ou inflamação no couro cabeludo, comichão ou irritação na pele ou sofrer uma descamação leve ou moderada. Por isso, será fundamental acudir a um especialista que determine se existe este tipo de alopecia e a fase em que se encontra a mesma, já que tudo dependerá de um diagnóstico correto e individualizado.

Como evitar a alopecia de tração

Com o fim de prevenir a perda de cabelo causada pela alopecia por tração, os especialistas recomendam não recorrer de forma habitual a apanhados e penteados muito apertados ou acessórios como cintas, bandas elásticas ou diademas que costumam apertar muito e evitar na medida do possível, o uso noturno de rolos ou usar frequentemente extensões que, ao implicar o uso de pegamento para as fixar, vai originar uma tensão nas raízes do cabelo que pode levar, seguidamente, a padecer este tipo de alopecia.

“Aconselha-se realizar descansos periódicos deste tipo de penteados apertados que ajudem a o próprio risco, assim como o uso de elásticos grossos ou coleteiros de tela que não apertem de forma extrema e deslizem. Por outra parte, também é conveniente não levar a cabelo desenredados agressivos com o cabelo molhado, ao ser outro fator que vai repercutir muito negativamente na nossa saúde capilar e contribuir a puxões e ruturas”, sublinha o dr Dominguez.

“É conveniente não levar a cabelo desenredados agressivos com o cabelo molhado, ao ser outro fator que vai repercutir muito negativamente na nossa saúde capilar e contribuir a puxões e ruturas”, sublinha o dr. Domínguez.

Por outro lado, deve-se limitar a utilização de produtos cosméticos como lacas, géis ou fixadores, já que, se são usados de forma excessiva, podem degradar a força e qualidade do talo piloso pelos componentes químicos que contêm, danificando irreversivelmente a cutícula. Além disso, é importante recalcar que, se estes elementos não se retiram e lavam adequadamente, podem chegar a obstruir o poro do folículo.

Por último, o dr. Joaquín Dominguez recalca que “além de retirar os penteados que a produzem, em casos iniciais poderá optar-se pelo uso de produtos que ajudem a fortalecer o cabelo e a sua própria densidade como determinados séruns capilares, assim como tratamentos com loções e champôs específicos com fármacos que vão tratar a inflamação que se produz no couro cabeludo a consequência da tração. Nos casos mais severos, em que se produz uma alopecia irreversível, poderia plantear-se a reconstrução cirúrgica da zona mediante transplante capilar”.

 
Mais informação

  • Partilhe este artigo
  • Enviar a un amigo
  • Compartir en WhatsApp
Subscreve a newsletter da Beautymarket Informa.

 

Forte Pro 2020L - Secador ultraligeiro, potente, eficiente
Forte Pro 2020L - Secador ultraligeiro, potente, eficiente

Anúncios de empresa

Se tens uma profissão na área da estética, temos para ti o material de desinfecção e descartáveis que tanto precisas para cuidares bem das tuas clientes. Temos também, vestuário para esteticista ou cabeleireira e calçado adequado à tua profissão.
Grátis! Agora! Toda a atualidade no teu correio eletrónico de 15 em 15 dias. Subscreve.
Forte Pro 2020L - Secador ultraligeiro, potente, eficiente