Política de Cookies: Usamos cookies próprios e de terceiros para mostrar publicidade relacionada às suas preferências de acordo com seus hábitos de navegação. Se você continuar navegando, consideraremos que você aceita seu uso. Você pode alterar as configurações ou obter mais informações aqui. 

Aceitar

SALÓN LOOK - Salão Internacional da Imagen e da Estética Integral
Grátis! Agora! Toda a atualidade no teu correio eletrónico de 15 em 15 dias. Subscreve.
Grátis! Agora! Toda a atualidade no teu correio eletrónico de 15 em 15 dias. Subscreve.
SALÓN LOOK - Salão Internacional da Imagen e da Estética Integral

BELEZA

A importância de saber identificar pontos de pele

A Dra. María José Barba, especialista em medicina estética, orienta-nos para conhecer o tipo de manchas e seguir o tratamento adequado para combatê-las da maneira mais eficaz


28/05/2019

Os pontos aparecem com mais frequência do que seria desejado. Existem para todos os gostos e de todas as cores e tamanhos. É muito importante saber identificá-los, como explica a Dra. María José Barba, especialista em medicina estética, para acompanhar o tratamento e os cuidados adequados para combatê-los da maneira mais eficaz.

MANCHAS VERMELHAS.
Podem significar diferentes alterações, como alergias e doenças virais. O seu tamanho é de até cinco milímetros de diâmetro e desaparece assim que faz o vírus que os causa. Encontramos o angioma, tumor benigno não canceroso, formado pela acumulação de vasos sanguíneos; pelo esforço físico, porque pequenas manchas vermelhas aparecem na pele ao fazê-lo; telangiectasias ou veias de aranha, capilares que se deterioram pouco a pouco e formam pequenas manchas vermelhas.
Encontramos também picadas de insetos, dieta pobre, dermatite atópica e doenças que afetam a coagulação.

Com os produtos despigmentantes, é possível que alguns casos melhorem. Os tratamentos médicos complementam as suas deficiências, usando, entre outros métodos, as fórmulas maestras, personalizadas para cada área e cada caso.

MANCHAS BRANCAS.
Podem sair por vitiligo, "os tratamentos indicados para isso são a fototerapia para reduzir a pigmentação, ou enxertos de pele não afetados nas áreas despigmentadas", explica o médico. Há também tinta versicolor ou pitiríase versicolor, manchas por guttata idiopática, melanose, pitiríase alba, hipopigmentação, nevus despigmentosus e desnutrição.

MANCHAS ESCURAS.
São as mais frequentes e variam desde a cor café com leite a quase preto. A sua natureza pode ser congénita (nevus ou lunares), sardas ou efélides. São manchas escuras adquiridas que aparecem ao longo dos anos; e melasma ou cloasma.

Quanto aos tratamentos, "temos que recorrer a tratamentos médicos específicos. Há que fazer um diagnóstico clínico, saber como vão ser tratados e avaliar as opções que existem", diz o médico. Entre eles estão peelings químicos, crioterapia, luz intensa pulsada, laser, etc.

 
Mais informação

  • Partilhe este artigo
  • Compartir en WhatsApp
Subscreve a newsletter da Beautymarket Informa.

 

SALÓN LOOK - Salão Internacional da Imagen e da Estética Integral
SALÓN LOOK - Salão Internacional da Imagen e da Estética Integral
SALÓN LOOK - Salão Internacional da Imagen e da Estética Integral
Grátis! Agora! Toda a atualidade no teu correio eletrónico de 15 em 15 dias. Subscreve.
Grátis! Agora! Toda a atualidade no teu correio eletrónico de 15 em 15 dias. Subscreve.
Grátis! Agora! Toda a atualidade no teu correio eletrónico de 15 em 15 dias. Subscreve.
Grátis! Agora! Toda a atualidade no teu correio eletrónico de 15 em 15 dias. Subscreve.
SALÓN LOOK - Salão Internacional da Imagen e da Estética Integral