Política de Cookies: Usamos cookies próprios e de terceiros para mostrar publicidade relacionada às suas preferências de acordo com seus hábitos de navegação. Se você continuar navegando, consideraremos que você aceita seu uso. Você pode alterar as configurações ou obter mais informações aqui. 

Aceitar

Grátis! Agora! Toda a atualidade no teu correio eletrónico de 15 em 15 dias. Subscreve.
Grátis! Agora! Toda a atualidade no teu correio eletrónico de 15 em 15 dias. Subscreve.
BM Estética > Estética > Parafina

ARTIGO TECNICO

A parafina na cosmética

A propriedade mais valorizada na parafina é o seu poder hidratante. Ainda que o seu uso esteja muito centrado em várias áreas como no fabrico de velas ou na indústria alimentar, também se utiliza como redutor ou em fisioterapia como atenuador da dor


04/04/2017

A parafina na cosmética

O uso de parafina é muito utilizado nos centros de beleza como forma de melhorar sobretudo o aspecto dos pés e das mãos. A melhor altura para a sua aplicação coincide com as mudanças bruscas da temperatura que facilitam as perdas de água na pele, e a parafina funciona como um forte hidratante, especialmente indicado para peles castigadas.

O que é a parafina?

A parafina é um conjunto de hidrocarbonetos derivados principalmente do petróleo e também, mas em menor medida, do carvão. Nas refinarias, estes hidrocarbonetos são destilados a temperaturas elevadas de forma a obter óleos mais pesados. Após o seu arrefecimento a uma temperatura de 0° C a parafina cristaliza, separada mediante um processo de filtragem ou centrifugação. Depois, o produto purifica-se e a parafina resultante é enviada para laboratórios para uso posterior na cosmética ou em outros sectores como o fabrico de velas ou para a indústria alimentar (papel impermeável ou como base para pastilhas elásticas por exemplo).

Propriedades da parafina

A indústria cosmética utiliza cada vez mais a parafina para uso tradicional como hidratante de peles e mãos ou como principio activo em cremes (pela sua consistência semelhante à da vaselina), tratamento redutor, reafirmante ou em tratamentos fisioterapêuticos.

A propriedade mais valorizada neste produto é o seu poder hidratante. Com a sua aplicação, a humidade da pele não se evapora sendo que se mantêm internamente, ajudando na hidratação, alimentação e como consequência regeneração da pele. Por isso é recomendada para peles com problemas de desidratação, secura, falta de elasticidade, pele gretada ou a escamar.

Ao aplicar a parafina sobre a pele, é formada uma película que retém a perda da hidratação, mantendo a temperatura da pele. Actua como um isolador térmico que induz a perda de líquidos e a eliminação de toxinas.

Uso da parafina na cosmética

Como referimos anteriormente, o uso da parafina centra-se em tratamentos de hidratação profunda em peles caracteristicamente gretadas, com problemas de desidratação, secura ou falta de elasticidade. Pode-se utilizar em mãos, punhos, cotovelos, ombros, pés, joelhos e coxas e também como máscara facial, ainda que é importante que o tratamento com parafina no rosto só se aplica profissionalmente.

É também utilizado em tratamentos de fisioterapia como agente terapêutico e atenuador de dor em processos reumatológicos, artrites, contraturas, dores de costas, tendinites, entorses… Como agente redutor pode utilizar-se no seu estado liquido no queixo, braços, abdómen, quadris e pernas.

Aplicação da parafina na cosmética

Para aplicar a parafina, a área a tratar deve estar limpa e desinfectada, sendo recomendável aplicar um creme húmido. A parafina deve ser aquecida num recipiente adequado a uma temperatura entre 45 e 55 graus.

Depois, aplica-se a parafina podendo-se aplicar de dois modos:

  • Submergindo a zona a tratar. Aplica-se a zona a tratar separando os dedos para cobrir toda a superfície no recipiente onde se colocou a parafina, De seguida retiram-se as mãos ou os pés até deixar solidificar.
  • Aplicar com um pincel ou escova na zona a tratar. Pincelar o suficiente para conseguir uma capa espessa.

Aplicado o produto, cobrir a zona com alguma substância impermeável, papel de alumínio ou plástico e cobrir com toalhas para manter o calor. É importante que o cliente não me movimente para evitar que a parafina rompa. Passados quinze minutos retira-se o produto com cuidado.

Para tratamentos redutores, aplica-se a parafina liquida sobre a zona a tratar a uma temperatura elevada e acompanha-se a aplicação com uma massagem de estimulação da circulação. Depois aplicam-se mantas térmicas para estimular a transpiração e a eliminação de toxinas. De seguida, retira-se a parafina e aplica-se frio de forma a provocar uma vasoconstrição e encerra-se o tratamento com a aplicação de um creme redutor.

Em tratamentos faciais, realizados sempre por um profissional, aplica-se a parafina com um pincel ou uma escova sobre uma gaze que irá facilitar a sua remoção. Aplicam-se tantas camadas quanto necessárias para conseguir uma consistência adequada. Após vinte minutos a camada espessa resultante irá separar-se do rosto.

Resultado de tratamentos com parafina

Após um tratamento com parafina, a pele apresenta-se mais suave, mais cuidada, com mais luz e com melhor aspecto.

A parafina fria

Ultimamente a utilização da parafina fria tem sido alvo de procura por parte dos centros estéticos. É um fato que tem os mesmos benefícios que a parafina quente mas tem a vantagem de não ser necessário aquecer o produto. Deste modo, ao aplicar a parafina fria pode-se estender mais facilmente e fazer com que penetre na pele proporcionando uma massagem mais agradável. A parafina fria aplica-se em gel sobre a pele e envolve-se a zona a tratar com papel osmótico para iniciar a dilatação dos vasos. Após vinte minutos, retira-se o excesso de produto com uma esponja húmida e termina-se o tratamento com a aplicação de produtos relaxantes.

 
Mais informação

  • Partilhe este artigo
  • Enviar a un amigo
  • Compartir en WhatsApp
Subscreve a newsletter da Beautymarket Informa.

 

Grátis! Agora! Toda a atualidade no teu correio eletrónico de 15 em 15 dias. Subscreve.
Grátis! Agora! Toda a atualidade no teu correio eletrónico de 15 em 15 dias. Subscreve.
Grátis! Agora! Toda a atualidade no teu correio eletrónico de 15 em 15 dias. Subscreve.
Grátis! Agora! Toda a atualidade no teu correio eletrónico de 15 em 15 dias. Subscreve.