Política de Cookies: Usamos cookies próprios e de terceiros para mostrar publicidade relacionada às suas preferências de acordo com seus hábitos de navegação. Se você continuar navegando, consideraremos que você aceita seu uso. Você pode alterar as configurações ou obter mais informações aqui. 

Aceitar

SALÓN LOOK - Salão Internacional da Imagen e da Estética Integral
SALÓN LOOK - Salão Internacional da Imagen e da Estética Integral
SALÓN LOOK - Salão Internacional da Imagen e da Estética Integral
SALÓN LOOK - Salão Internacional da Imagen e da Estética Integral

RECOMENDAÇÕES

Descobre os erros mais comuns na hora usar fotoprotetor

Usar fotoprotetores adequados, de forma correta, é necessário perante a maior sobrexposição solar da primavera-verão


19/05/2019

Os melhores especialistas descobrem como se devem usar para obter a melhor proteção e revelam os erros mais comuns. Chegou o momento de corrigi-los.

UTILIZAR O MESMO PRODUTO PARA O CORPO E O ROSTO.
“O importante é entender que a pele do rosto está exposta ao sol quase durante todo o ano, enquanto que a do corpo não, assim que logicamente será uma pele mais castigada pela radiação solar. É preciso proteger mais a pele do rosto, já que a o seu nível de saturação para travar os radicais livres será maior que o da pele do corpo, na maioria dos casos”, explica a doutora Paula Rosso, do Centro Médico Lajo Plaza.

MUDAR DE SPF AO LONGO DO VERÃO E À MEDIDA QUE UM SE BRONZEIA.
“A melanina que nos dá a cor na pele é o nosso melhor protetor natural contra as radiações solares e é certo que uma pele bronzeada tem menos risco de se queimar que uma pele mais branca. Mas no final o importante é evitar que o sol seja danoso para a nossa pele, assim que independentemente do índica de bronzeado nunca deveríamos utilizar um fator abaixo de 30. Ao menos essa é a recomendação atual”, recomenda.

APROVEITAR OS CREMES DE UM VERÃO PARA OUTRO.
“A caducidade do produto reflete-se na embalagem. Se não abrimos, a data de caducidade é a que figura de uma embalagem com a tampa aberta e o número que há no seu interior. Normalmente, o fotoprotetor caduca aos nove meses de estar aberto. Deve-se guardar bem fechado e num lugar seco e sem exposição ao sol. Em qualquer caso, se vemos que muda de cor ou tem um cheiro desagradável, não se deve utilizar”, aconselha Paola Gugliotta, diretora de Sepai e mestre em Dermocosmética.

UTILIZAR UM SPF MAIS BAIXO NOS DIAS NUBLADOS.
“Através das nuvens filtram-se até 80% dos raios solares. Mais de 80% da radiação ultravioleta trespassa as nuvens, pelo que é necessário utilizar protetor solar até em dias nublados, protegendo-se especialmente da radiação ultravioleta A (UVA) que penetra mais profundamente na pele, causando o fotoenvelhecimento”, afirma Pedro Catalá, cosmetólogo e fundador de Twelve Beauty.

NÃO UTILIZAR FOTOPROTETORES DE AMPLO ESPECTRO.
“Tratam-se de protetores que protegem contra a radiação UVA, a radiação UVB e os infravermelhos. E sim é necessário optar por eles porque todos os estes raios atravessam a atmosfera e incidem sobre a nossa pele. Atualmente, o mais comum, ou ao menos o desejável, é que os fatores sejam de amplo espectro”, aconselha Laura Izquierdo, química e cofundadora de Izba Nature.

APLICAR A PROTEÇÃO 20 MINUTOS ANTE DE SE EXPOR AO SOL.
“Os filtros biológicos, que absorvem a radiação solar, sim necessitam desse tempo para atuar. Porém, agora há teorias que aconselham estendê-lo ao começar a exposição para que o organismo receba uma pequena dose de sol que compense o défice de vitamina D. Basta 10 minutos”, prescreve o doutor José Vicente Lajo Plaza, do Centro Médico Lajo Plaza.

RENUNCIAR À MAQUILHAGEM.
“A nível estético, o filtro químico nota-se menos na pele e permite uma melhor combinação com a maquilhagem. O ideal é utilizar compactos de maquilhagem com SPF elevado e pode aplicar-se depois do fotoprotetor sem nenhum problema”, na opinião da doutora Paula Rosso, do Centro Médico Lajo Plaza.

POUPAR PRODUTO PARA TENTAR QUE O PROTETOR DURE TODO O VERÃO.
“A recomendação oficial é de 2 mg de produto por cm2 de pele e isto supunha gastar 30 ml de produto de cada vez. Quando se fazem os estudos de medição do FPS aplicam-se 2mg/cm2. Porém, a aplicação habitual deve ser de 0,5mg/cm2. Por isso, para balançar esta diferença, recomenda-se usar fotoprotetores com um FPS de 30 ou mais e reaplicar o creme a cada duas horas”, prescreve Isabel Lostao, diretora de Estética Lostao.

 
Mais informação

  • Partilhe este artigo
  • Compartir en WhatsApp
SALÓN LOOK - Salão Internacional da Imagen e da Estética Integral

 

Grátis! Agora! Toda a atualidade no teu correio eletrónico de 15 em 15 dias. Subscreve.
SALÓN LOOK - Salão Internacional da Imagen e da Estética Integral
SALÓN LOOK - Salão Internacional da Imagen e da Estética Integral
Grátis! Agora! Toda a atualidade no teu correio eletrónico de 15 em 15 dias. Subscreve.
Grátis! Agora! Toda a atualidade no teu correio eletrónico de 15 em 15 dias. Subscreve.
SALÓN LOOK - Salão Internacional da Imagen e da Estética Integral
SALÓN LOOK - Salão Internacional da Imagen e da Estética Integral
SALÓN LOOK - Salão Internacional da Imagen e da Estética Integral