Política de Cookies: Usamos cookies próprios e de terceiros para mostrar publicidade relacionada às suas preferências de acordo com seus hábitos de navegação. Se você continuar navegando, consideraremos que você aceita seu uso. Você pode alterar as configurações ou obter mais informações aqui. 

Aceitar

Ganho de massa e queimo de gordura
MOSER - CHROM2STYLE BLENDING EDITION

ATIVOS

Gengibre, um óleo essencial

Pelas suas poderosas propriedades. Eminentemente inflamatório utiliza-se muito para tratar a dor. Quente, picante e energizante, um aliado para o bem-estar e saúde


20/03/2021

Jamais nos cansaremos de falar das apreciadas propriedades dos óleos essenciais, comprovadas desde há milénios pelas culturas mais sábias em relação à beleza, bem estar e saúde.

Hoje toca ao turno um óleo essencial, o do gengibre, energizante, picante e quente. Imaginas? Assim o descrevem os especialistas na matéria.

Mas vamos por partes.

História do gengibre

O gengibre foi valorizado durante milhares de anos pelas suas incríveis propriedades medicinais e culinárias, especialmente nas civilizações antigas da China, India e Grécia. Também foi exportado ao império romano e converteu-se num bem muito comercializado na Europa por mercadores árabes. Principalmente era utilizado como ingrediente em doces.

O gengibre é um dos ingredientes alimentares mais flexíveis e recorrentes hoje em dia. Pode ser consumido fresco ou seco, empapado como um chá ou ralado. A raiz seca é a fonte do óleo essencial de gengibre, um energizante e edificante óleo com uma ampla gama de utilizações.

Este óleo essencial tem uma consistência fina e ligeira e de cor amarela, com um aroma agradavelmente picante. O cheiro varia segundo a destilação e a qualidade do gengibre utilizado. Porém, o óleo mais aromático diz-se que provém da destilação de raízes secas.

Gengibre: benefícios e propriedades

Os benefícios do gengibre para aliviar a dor são amplamente conhecidos desde a antiguidade dos dias.

Quando se utiliza por via tópica, o óleo pode ajudar a aliviar a dor assim como promover a correta circulação do sangue.

Os especialistas em aromaterapia também valorizam o óleo essencial de gengibre pelas suas propriedades calmantes e por ajudar a resolver problemas digestivos. Assim, este é um dos usos mais populares deste óleo: para tratar qualquer tipo de mau-estar estomacal, como náuseas, indigestão, diarreia, gases e similares.

O óleo de gengibre é não obstante multiusos. Algumas das suas mais reiteradas utilizações são:

  • Aplicar de duas a três gotas num difusor, numa bola de algodão ou num pano e logo inalar. Isto vai ajudar a revitalizar o teu corpo, mente e alma.
  • Misturar de duas a três goras em 30 ml de um óleo portador e usá-lo como óleo de massagem. Isto ajuda a aliviar a dor de costas, artrite, dor muscular, reumatismo e fraturas, assim como estimular o seu sistema circulatório e revitalizar a líbido. Podes também agregar o óleo à água do banho ou colocar umas gotas numa compressa quente ou fria e logo aplica-lo às zonas afetadas.
  • Inalar através de um difusor ou vaporizador para aliviar a dor de garganta e rinorreia. Também pode funcionar como um descongestionante.
  • Massajar uma gota do óleo no abdómen para aliviar gases e diarreia.

Benefícios do óleo essencial de gengibre

Os benefícios do óleo essencial de gengibre sobretudo dos seus mono e sesquiterpenos, como o neral, geranial, 1,8-cineol, zigibereno, B-Bisaboleno, e B-sesquiphellandrene. Também contém a-pineno, B-pineno, canfeno, linalol, borneol, y-terpineol, nerol, geraniol e acetato de geranil.

O óleo essencial de gengibre é dos poucos que se podem utilizar sem diluir, sempre de forma pontual e evitando zonas sensíveis (mucosas, olhos…) para dores musculares, articulações, moléstias digestivas…

Os benefícios do óleo de gengibre atribuem-se às suas propriedades anti-inflamatórias, digestivas, expetorantes, antisséticas, carminativas, analgésicas e estimulantes. É útil no alívio de diversos problemas de saúde, tais como:

  • Estômago e intestino: o óleo ajuda a promover uma digestão apropriada e pode ser uma grande remédio para espasmos, dispepsia, indigestão e flatulência. Também pode aumentar o apetite, que é ideal para pessoas que estão a tratar de ganhar peso.
  • Intoxicação: propriedades carminativas e antisséticas do óleo podem ajudar a tratar a intoxicação alimentar, assim como as infeções intestinais e disenteria bacteriana.
  • Malária e febre amarela: o óleo pode ajudar a repelir os mosquitos Anopheles culicifacies, que são os portadores primários de malária na India.
  • Problemas respiratórios: o óleo pode ajudar a aliviar e tratar a tosse, gripe, asma, bronquite e dispneia. O gengibre fresco pode eliminar mucosidade na garganta e os pulmões e agrega-se comumente ao tomar o chá pelos seus efeitos calmantes. Dor: o gengibre e o seu óleo pode ajudar a reduzir as prostaglandinas, que são os compostos associados à dor.
  • Doenças do coração: usar o óleo de forma regular pode ajudar a reduzir o risco de coágulos de sangue e a arteriosclerose, assim como ajudar a diminuir os níveis de colesterol mau no sangue.

Como aplicar o óleo?

O óleo essencial de gengibre compõe-se de 90% de sesquiterpenos, que são responsáveis pelas suas propriedades anti-iflamatórias e antibacterianas. Quando se aplica por via tópica ou inalada, tem um efeito energizante. O óleo também pode ser ingerido, mas sempre sob a supervisão de um médico qualificado.

Receitas com óleo essencial de gengibre

»Em massagem.
Para descontraturar e relaxar a musculatura: usar uma mistura de 3-4 gotas de óleo essencial de gengibre juntamente com outras 3-4 gotas de óleo essencial de alecrim alcanfor e 2 gotas de óleo essencial de maçã romana, com uma colher de chá de óleo de cânhamo sobre a musculatura. Para melhorar a digestão e “nervos no estômago”: aplicar 3-4 gotas de óleo essencial de gengibre com 2-3 gotas de óleo essencial de menta piperita e lavanda sobre o plexo solar, a nuca e as têmporas.

» Em difusão.
Para acalmar a tosse e melhorar a respiração: adicionar 4-5 gotas a um difusor juntamente com óleos essenciais de limão, laurel e incenso. Para estimular a sensualidade: adicionar 4-5 gotas a um difusor junto com óleos essenciais de canela e mandarina. Para subir o ânimo: adicionar 4-5 gotas a um difusor juntamente com óleos essenciais de bergamota e limão.

» Em cosmética.
Como tónico estimulante capilar: misturar 2 gotas de gengibre com a quantidade de champô necessária para a lavagem capilar.

» Na alimentação.
Infusão digestiva de gengibre: misturar o sumo de 1 limão com 2-3 colheres de chá, 2 gotas de óleo essencial de gengibre, e 2 xícaras de infusão a gosto.

Combinar o gengibre com outros óleos essenciais

O óleo essencial de gengibre combina bem com:

  • Lavanda.
  • Menta piperita.
  • Canela.
  • Mandarina.
  • Limão.
  • Maçã romana.
  • Cânhamo.
  • Cominho negro.

Diluições recomendadas para o óleo essencial de gengibre.
O óleo essencial de gengibre é dos poucos que se podem utilizar sem diluir, sempre de forma pontual e evitando zonas sensíveis (mucosas, olhos…) para dores musculares, articulações, moléstias digestivas...

O óleo essencial de gengibre compõe-se de 90% de sesquiterpenos, que são responsáveis das suas propriedades anti-inflamatórias e antibacterianas.

Diluição máxima genérica para utilização tópica recomendada em adultos: 15%. Diluição máxima genérica para uso tópico recomendada em crianças: 2% (maiores de 6 anos).

É um óleo seguro?

Sempre e quando se utiliza em concentrações muito fortes, o óleo de gengibre é geralmente seguro, já que é não tóxico e não irritante. Se a pele é sensível, recomenda-se realizar uma pova antes de usar qualquer óleo essencial para ver se se produz alguma reação alérgica.

O óleo pode ser fototóxico, assim que melhor evitar aplica-lo sobre zonas de pele que se vão expor ao sol durante as 24 horas depois da aplicação.

Se existe alguma sensibilidade à raiz de gengibre, melhor não utilizar o óleo. Alguns efeitos secundários do óleo de gengibre são a acidez estomacal, feridas na boca, náuseas e erupções na pele (quando se aplica topicamente). Se se está a tomar qualquer tipo de medicamento, consultar o médico antes de o usar ou ingerir.

 
Mais informação

  • Partilhe este artigo
  • Enviar a un amigo
  • Compartir en WhatsApp
Ganho de massa e queimo de gordura

 

Ganho de massa e queimo de gordura
Ganho de massa e queimo de gordura
Ganho de massa e queimo de gordura
Grátis! Agora! Toda a atualidade no teu correio eletrónico de 15 em 15 dias. Subscreve.