Política de Cookies: Usamos cookies próprios e de terceiros para mostrar publicidade relacionada às suas preferências de acordo com seus hábitos de navegação. Se você continuar navegando, consideraremos que você aceita seu uso. Você pode alterar as configurações ou obter mais informações aqui. 

Aceitar

Grátis! Agora! Toda a atualidade no teu correio eletrónico de 15 em 15 dias. Subscreve.
SALÓN LOOK - Salão Internacional da Imagen e da Estética Integral
SALÓN LOOK - Salão Internacional da Imagen e da Estética Integral
SALÓN LOOK - Salão Internacional da Imagen e da Estética Integral
BM Estética > Estética > Microneedling / Microchanneling

TÉCNICAS

Microneedling e Microchanneling, um universo de diferenças ou semelhanças?

A prática e teoria da punção dérmica e o seu uso e diferença entre a aplicação estética e médica contêm ambos os termos, micorneedling e microchanneling, as punções e canais que procuram a regeneração e rejuvenescimento


03/06/2019

Microneedling, um termo de moda nas consultas, sobretudo de dermatólogos e esteticistas. E agora também Microchanneling. Mas, é o mesmo ou é diferente, poderás perguntar.

A priori, e se não dominas o inglês, parecem dos nomes e conceitos diferentes, ainda que se nos levem a um conceito genérico, o da punção dérmica, onde também se inclui o "fibroblast". Porém, e como adiantamos a apresentação de ambos, tanto o miconeeling como o micochanneling perseguem o mesmo, regenerar.

O microneedling mantém a epiderme relativamente intacta no seu esforço por rejuvenescer o tecido envelhecido.

Nascido no mundo da estética, as origens da técnica que dá nome ao microneedling centram-se nos inícios de um procedimento baseado no princípio da regeneração. Tratava-se de ferir a pele, que é degenerativa por definição, com o fim de a enganar para que produza proteínas estruturais chave como o colagénio e a elastina. A pergunta continua a ser: é este foco “destrutivo” para o rejuvenescimento facial a forma ideal de alcançar os nossos objetivos estéticos?, tal e como se pergunta a Daniel Clary, famoso profissional e especialista. Assim, podemos mitigar o dano e potenciar a regeneração através do microneedling.

Microneedling ou terapia de indução ao colagénio

Esta avançada modalidade de rejuvenescimento cutâneo, ampliamente utilizada no espaço dermatológico e estético, tem a capacidade de remodelar os tecidos envelhecidos e danificados, mantendo ao mesmo tempo a integridade da pele e os sistemas de defesa.

O microneedling implica o uso de dispositivos especialmente desenhados, desde ferramentas automatizadas tipo pluma até rolos manuais, que estão equipados com agulhas de diferentes longitudes, destinados a perfurar através da camada superior da pele e ativar uma resposta regenerativa através da cascata de feridas.

A diferença da maioria das modalidades que utilizam energia térmica ou meios mecânicos para eliminar por completo, ou extirpar, as camadas superiores da pele, o microneedling mantém a epiderme relativamente intacta no seu esforço por rejuvenescer o tecido envelhecido. Estas características únicas do procedimento são as que mitigam as respostas adversas na pele, como o excesso de inflamação, uma característica distintiva das modalidades tradicionais baseadas nas feridas, ao mesmo tempo que potenciam a capacidade regenerativa que o procedimento oferece ao profissional.

Mas então, e se falamos agora de microchanneling, será que atua da mesma forma? Os especialistas coincidem. O microchanneling diferencia-se na realidade em que não só realiza punções como também cria microcanais de diferentes profundidades que se podem utilizar para o transporte de vários tópicos na pele. Por sua parte, a micropunção ou microneedling em concreto em relação ao anterior, estimula diretamente os fibroblastos que produzem colagénio. Em última instância, isto conduz ao engrossamento da pele e um aspeto mais saudável e rejuvenescido, sem necessidade de introduzir nenhum tópico.

Além disso, o microchanneling, ou "microcanalização", a sua tradução para português, é o termo que se tem utilizado para descrever a punção da pele a profundidades superficiais, no geral numa média de 0,25 mm.

Independentemente do nome escolhido, microneedling ou microchanneling, e na realidade, segundo as fontes consultadas, não importa a que profundidade se trabalhe. Se estão a utilizar agulhas metálicas para perfurar a pele, sempre se chamará microneedling.

Uma questão de profundidade

Então maior ou menor profundidade proporciona algum benefício?

As profundidades "cosméticas", utilizadas pela esteticista perfurarão as células epidérmicas viáveis e irão permitir-lhes libertar os fatores de crescimento epidérmico e citoquinas. Estes ajudarão a estimular uma resposta leve de reparação e rejuvenescimento. Nas profundidades médicas mais fundas obter-se-á uma carta maior de proteínas regenerativas, algo fundamental quando se está a realizar um trabalho corretivo.

Cada nível de penetração pode proporcionar a sua própria vantagem única.

À diferenciação entre microneedling e microchanneling, une-se outra polémica ou discrepância.

Os canais abertos que se criam com microneedling não deveriam ser um convite aberto a permitir a introdução de todo e qualquer produto para a sua melhor e maior penetração.

É aconselhável utilizar apenas os ingredientes que se consideram nativos do corpo humano. Um material estranho introduzido durante a punção pode-se apresentar ao sistema imunológico como uma molécula perigosa, e por vezes podem formar-se granulomas em seu redor.

A lista curta de ingredientes aconselháveis a utilizar são:

  • Solução salina estéril.
  • Ácido hialurónico puro de alto peso molecular.
  • Certos produtos concentrados de fator de crescimento humano.

Mecanismo de ação da punção dérmica

De um modo sumário e simples, no microneedling, as agulhas, penetrando a diferentes profundidades na pele, perfurarão as células viáveis dentro da nossa epiderme, iniciando não só uma cascata de cura de feridas, como também uma libertação natural de proteína nativa da pele, moléculas mensageiras, conhecidas como fatores de crescimento e citoquinas, entre outros sinais biológicos. Estas moléculas são os que todas as células (nucleadas) no corpo utilizam para comunicar entre si. Otimizar esta comunicação de célula a célula é o que faz o microneedling, além de regular a função dos tipos de células dominantes da pele, incluindo queratinócitos, fibroblastos e melanócitos, tudo isso respeitando a sua estrutura no processo.

O nível ideal, união da derme e a epiderme

Um dos principais especialistas do mundo no microneedling, o Dr. Lance Setterfield, assegura que a união dérmica epidérmica (DEJ) é o sítio objetivo ideal para a punção. Setterfield disse no seu livro, “O Guia Conciso da punção dérmica”, do qual já demos conta nas nossas páginas, que notou melhoria clínica nos seus pacientes e ao longo dos anos, usando menores profundidades de lesão.

Microchanneling é o termo que se tem utilizado para descrever a punção da pele a profundidades superficiais, geralmente no alcance de 0,25mm.

Histologicamente, esta camada que ancora a epiderme à derme apresenta uma aparência montanhosa, mas tende a aplanar-se à medida que envelhecemos. Dada esta estrutura, em qualquer área do rosto, o DEJ reside em profundidade entre 0.4 mm a um máximo de 1 mm. Os resultados clínicos mais significativos para o rejuvenescimento geral está a utilizar profundidades em algum lugar neste alcance, e as profundidades mais fundas são propensas a criar mais dano colateral, inflamação, e resultados não desejados.

 
Mais informação

  • Partilhe este artigo
  • Compartir en WhatsApp
Recebe-a totalmente grátis todas as semanas no teu correio eletrónico!

 

SALÓN LOOK - Salão Internacional da Imagen e da Estética Integral
SALÓN LOOK - Salão Internacional da Imagen e da Estética Integral
SALÓN LOOK - Salão Internacional da Imagen e da Estética Integral
SALÓN LOOK - Salão Internacional da Imagen e da Estética Integral
SALÓN LOOK - Salão Internacional da Imagen e da Estética Integral
SALÓN LOOK - Salão Internacional da Imagen e da Estética Integral
SALÓN LOOK - Salão Internacional da Imagen e da Estética Integral
Grátis! Agora! Toda a atualidade no teu correio eletrónico de 15 em 15 dias. Subscreve.