Política de Cookies: Usamos cookies próprios e de terceiros para mostrar publicidade relacionada às suas preferências de acordo com seus hábitos de navegação. Se você continuar navegando, consideraremos que você aceita seu uso. Você pode alterar as configurações ou obter mais informações aqui. 

Aceitar

ALTER EGO ITALY - Made with Kindness
Grátis! Agora! Toda a atualidade no teu correio eletrónico de 15 em 15 dias. Subscreve.

CONSUMO

Os consumidores pedem transparência nas etiquetas da cosmética clean

Os cosméticos 'clean' (limpos) são aqueles criados conscientemente e que não contêm nenhum ingrediente tóxico suspeito ou confirmado. Durante a pandemia da Covid-19 foram os mais procurados e os consumidores exigem a sua transparência


25/06/2020

Um estudo recente conclui que dois terços das mulheres exigem uma maior transparência na etiqueta quando se trata de produtos de beleza 'limpos' (clean).
A pesquisa, realizada por Influenster e Bazaarvoice, revelou que mais de 60% das mulheres acreditam que as marcas de beleza que dizem ser clean, “limpas”, não detalham porquê.
E com 90% inclinado a comprar produtos de beleza 'clean', de acordo com os resultados, está a fazer com que algumas mulheres mudem as suas preferências, deixando de comprar algumas marcas para se dirigirem a outras que sim são claras em relação às suas etiquetas ou que lhes recomendam outros consumidores.

A beleza Clean, altamente procurada depois da pandemia da Covid-19

O estudo referido encontrou que mais de 30% das mulheres inquiridas recorreram a outras marcas cosméticas, enquanto que 26% usa as redes sociais para se informarem e uma quarta parte procura respostas no Google.
"Ainda que a indústria da beleza esteja tecnicamente autorregulada quando se trata de produtos 'limpos', os empresários estão a lutar para encontrar um conjunto consistente de standards para proporcionar aos consumidores uma compreensão completa da beleza 'limpa'", diz Suxin, vice-presidente senior de Marketing de Bazaarvoice.
"Como resultado, as mulheres estão a recorrer a outras mulheres para aprender as avaliações de produtos e publicações nas redes sociais".

Um estudo recente conclui que dois terços das mulheres exigem uma maior transparência na etiquetagem quando se trata de produtos de beleza 'limpos' ('clean').

Depois das mudanças no comportamento dos compradores de beleza durante a pandemia do coronavírus, 43% dos consumidores, nestes momentos, continua a priorizar a beleza 'limpa' para algumas compras, como o caso da cosmética, segundo o estudo.
Em resposta, também se constata que durante esta crise e a consequência da mesma, as marcas deverão ser mais abertas e claras com os consumidores para apoiar as eleições informadas.
"Se as marcas podem comunicar que os seus produtos são bom para o meio ambiente, podem ganhar a lealdade, não só durante a pandemia como mais além e aproveitar a comunidade de clientes de beleza 'clean', 'limpa' que estão a difundir a palavra sobre estes produtos", agregou Suzin.

A beleza Clean é definida por The Clean Beauty Box como produtos criados conscientemente e que não contêm nenhum ingrediente tóxico suspeito ou confirmado.

 
Mais informação

  • Partilhe este artigo
  • Enviar a un amigo
  • Compartir en WhatsApp
SALÓN LOOK - Look to the Future - Professionals Meetings

 

ALTER EGO ITALY - Made with Kindness
SALÓN LOOK - Look to the Future - Professionals Meetings
Grátis! Agora! Toda a atualidade no teu correio eletrónico de 15 em 15 dias. Subscreve.
ALTER EGO ITALY - Made with Kindness