Política de Cookies: Usamos cookies próprios e de terceiros para mostrar publicidade relacionada às suas preferências de acordo com seus hábitos de navegação. Se você continuar navegando, consideraremos que você aceita seu uso. Você pode alterar as configurações ou obter mais informações aqui. 

Aceitar

Forte Pro 2020L - Secador ultraligeiro, potente, eficiente
Grátis! Agora! Toda a atualidade no teu correio eletrónico de 15 em 15 dias. Subscreve.
BM Estética > Estética > Laboratorios Válquer

Saúde e beleza

Os dez mitos da proteção solar

Laboratórios Válquer explica quais são alguns dos problemas, verdades e erros sobre a proteção solar, necessária todo o ano


29/05/2024

Os dez mitos da proteção solar

Ainda que a proteção solar deveria ser tida em conta ao longo de todo o ano, juntamente com os primeiros raios de sol e a subida da temperatura, utilizar bloqueadores solares torna-se cada vez mais necessário.

Segundo explica José Luis Cerrillo, diretor dos Laboratórios Valquer, "ainda que nós, fabricantes, estamos constantemente a inovar e a desenvolver fórmulas, cada vez mais eficazes, fáceis de aplicar e texturas para todo o tipo de gostos, a muitos consumidores ainda lhes custa desterrar mitos sobre este tipo de produtos, com os que o único que se consegue é pôr em perigo a saúde".

Os dez mitos da proteção solar » 1. Não uso porque tenho acne e encher-me de cremes só piora.
O facto de ter acne não é nenhuma desculpa para não usar cremes protetores. A exposição ao sol pode produzir manchas ou acentuar as pequenas cicatrizes que deixa o acne, em qualquer parte do corpo (cara, decote, costas...). Nestes casos, o que se deve fazer e utilizar bronzeadores ligeiros, de tipo oil free com SPF, segundo o tipo de pele e descartar os óleos.

» 2. Sou uma pessoa que faz muito desporto ao ar livre, atividades aquáticas..., e não há proteção solar que aguente o ritmo.
Usar protetores solares resistentes à água ou óleos solares com alta precisão, que nos permitam alargar o tempo se exposição solar, seria o recomendável no caso de realizar muita atividade física ao ar livre. Se se vai praticar desporto, logo de depois de aplicar o produto, seria melhor utilizar um de rápida absorção, para ter a segurança de que se está protegido.

A exposição ao sol pode produzir manchas ou acentuar as pequenas cicatrizes que deixa o acne, em qualquer parte do corpo

» 3. A proteção solar é apenas para a praia ou piscina.
Há que usar diariamente cremes faciais com SPF, dependendo do tipo de pele, tanto no inverno como no verão. Aplicaremos o protetor sempre com a pele seca, 30 minutos antes da exposição solar, com a quantidade necessária para cobrir todo o corpo, sem esquecer as orelhas, carecas e mãos. Logo se volta a aplicar o creme depois de cada banho ou passadas duas horas.

» 4. Os cremes têm a textura mais eficaz, os óleos não se absorvem.
A eficácia destes cosméticos depende do SPF que tenham, ou seja, se se tem a pele muito clara, necessitará de protetores com SPF 30 ou mais. Em nenhum cado ter que ver com a sua textura. A única diferença entre estes produtos seria que tanto os cremes como as água solares são emulsões homogéneas de duas fases (aquosa e oleosa), e o óleo +e apenas de uma fase. O creme tem uma textura mais viscosa e de aplicação sobre a pele mais untuosa, enquanto as águas solares são mais fluídas, ligeiras e de mais rápida absorção que os óleos.

Os dez mitos da proteção solar

» 5. Como faço bronzeamento em cabine em estou já bronzeado, não me faz falta o protetor solar.
É certo que na aplicação de raios UVA em cabines não se pode usar nenhum cosmético. Mas depois do bronzeado em cabine convém usar um creme corporal hidratante, para evitar o envelhecimento prematuro da pele.

» 6. Não aplico creme porque assim não é possível bronzear-me.
Em nenhum caso a proteção está relacionada com o bronzeado. Neste caso deveria-se optar por usar produtos que contenham aceleradores de bronzeado, que estimulam a produção de melanina. Ainda que procuremos efeitos rápidos, devemos ser conscientes do perigo que é não usar o fator de proteção adequado, ou simplesmente não utilizar.

Há que usar diariamente cremes faciais com SPF, dependendo do tipo de pele, tanto no inverno como no verão. Aplicaremos o protetor sempre com a pele seca, 30 minutos antes da exposição solar.

» 7. Os protetores solares são muito perigosos.
Para aquelas pessoas que as texturas mais tradicionais as irritem, existem os chamados Dry Oil em spray.

» 8. O corpo e a cara sim, mas o cabelo não tem necessidade de proteção.
O cabelo sofre muito com as altas temperaturas, igualmente com a água das piscinas e do mar. por isso, é recomendável usar um protetor solar capilar.

» 9. Se já tenho manchas a única solução é cobri-las com roupa, chapéus...
Ainda que não se esteja consciencializado com a necessidade de proteger as mãos, apensar de ser estas as primeiras a sofrer estragos do sol e as que primeiro mostram os sinais da idade.

» 10. Não uso porque tenho acne e encher-me de cremes só piora.
Neste caso há que extremar a precaução e sempre consultar um especialista. Também optar por protetores solares com SPF muito altos e assegurar-se de que sempre contenham como ingredientes filtros físicos.

 
Mais informação

  • Partilhe este artigo
  • Enviar a un amigo
  • Compartir en WhatsApp
Recebe-a totalmente grátis todas as semanas no teu correio eletrónico!

 

Grátis! Agora! Toda a atualidade no teu correio eletrónico de 15 em 15 dias. Subscreve.
Forte Pro 2020L - Secador ultraligeiro, potente, eficiente

Anúncios de empresa

ad
Empresa de vanguarda no setor estético, com implantação internacional em mais de 40 países. Procuramos distribuidores para zonas livres em Espanha e Internacionais.
Oleos essenciais - Massagens - Doterra
Forte Pro 2020L - Secador ultraligeiro, potente, eficiente
Forte Pro 2020L - Secador ultraligeiro, potente, eficiente