Política de Cookies: Usamos cookies próprios e de terceiros para mostrar publicidade relacionada às suas preferências de acordo com seus hábitos de navegação. Se você continuar navegando, consideraremos que você aceita seu uso. Você pode alterar as configurações ou obter mais informações aqui. 

Aceitar

Grátis! Agora! Toda a atualidade no teu correio eletrónico de 15 em 15 dias. Subscreve.
Grátis! Agora! Toda a atualidade no teu correio eletrónico de 15 em 15 dias. Subscreve.
BM Estética > Estética > Pestanas

Artigos técnicos

Uma viagem pela evolução das pestanas, esse objeto de desejo

As pestanas, juntamente com os olhos, as sobrancelhas e a expressão da visão preencheram linhas, parágrafos e páginas inteiras. E ocuparam o pensamento de poetas e admiradores. Desde os tempos remotos que se procura como realçar este símbolo feminino


09/06/2017

pestanas "Cada vez que abres os olhos e me acaricias a cara com o suave rumor das tuas pestanas, sonho com fugazes piscares que adormecem a minha consciência com a sua rápida palpitação". Óscar Bartolomé Poy, jornalista e poeta basco, escreveu este verso sobre as pestanas e as emoções que nele despertavam. Não é o único. Ao longo da história, numerosas civilizações empregavam inúmeros métodos para realçar e dotar de expressividade a pestanas femininas. Quatro mil anos antes de Cristo, os egípcios já tinham maquilhagem para os olhos com uma dupla função: estética e bactericida. O propósito era atenuar, no que era possível, os rigores climáticos da zona, submetida a uma radiação solar intensa. Não era estranho ser usada tanto por mulheres como por homens e crianças.

Desde sempre se usaram truques para embelezar as pestanas. Alguns deles resultaram em insólitos, como a aplicação da tinta-da-china na Índia. Até que em 1835 se produziria o primeiro lançamento relevante para as pestanas femininas: a empresa Rimmel London popularizou a primeira máscara de pestanas. A sua notoriedade foi tal que hoje em dia se confunde o nome da marca com o próprio produto.

E chegaram as pestanas postiças

pestanas Desde tempos imemoráveis, as pestanas eram utilizadas para realçar a beleza do rosto, devido à posição central que ocupam no mesmo. A ninguém lhe escapa que a sua longitude é motivo de admiração. Existem postiços no mercado que já eram utilizados na antiga Roma.

A origem das pestanas falsas produziu-se na rodagem da película Intolerance, considerada a mais cara e ambiciosa produção do cinema mudo. O filme foi realizado no ano de 1906 sob a direção de D.W. Griffith. O realizador queria que as pestanas da atriz Seena Owen roçassem nas suas bochechas e que os seus olhos ganhassem brilho e força expressiva. Para isso, requereu a presença de um fabricante de perucas local. As primeiras pestanas postiças criaram-se com pelo humano cozido através de uma malha que se aderia depois aos olhos de Owen. O processo levava tempo e destreza. Ainda assim, o resultado não dava para mais de duas horas.

Desde aí, avançou-se muito no que este acessório se refere. A década dos anos 60 e 70 colocou na moda o postiço de pestanas, coincidindo com o encobrimento das modelos da época. Twiggy, cuja imagem foi criada pela companhia Cheryl International, oferecia um look andrógino e infantil. O seu ponto forte eram uns olhos enormes e umas pestanas superiores e inferiores infinitas.

O postiço de pestanas usou-se sempre como complemento da maquilhagem. Ainda que como algo pontual. Mas desde algum tempo, existe a possibilidade de alargar as pestanas de forma duradoura e natural. São as extensões de pestanas.

Extensões de pestanas cada vez mais naturais

No mercado, comercializam-se diversos materiais que permitem incrementar o comprimento – à base de pelo natural, sintético, seda, etc., - das pestanas. Recentemente, as extensões de seda demosntraram ter muitas possibilidades não só pela sua naturalidade mas também pelas correções que conferem à forma do olho.

As extensões de pestanas converteram-se numa forma de dar um aspeto amendoado aos olhos redondos e levantar os párpados caídos, ampliando-os desde o ponto de vista ótico. Assim, proporcionam mais profundidade ao olhar ao dar oferecer mais pestanas às existentes. Para isso, há que baralhar todas as possibilidades e jogar com as diferentes medidas, espessuras e curvaturas das extensões. Permitem, assim, efeitos mais naturais e interessantes.

Aplicação de extensões de pestanas de seda

pestanas do seda Graças às extensões de seda, conseguem-se resultados duradouros porque colocam-se sobre as pestanas naturais e duram aproximadamente um mês. A sua aplicação é simples ainda que minuciosa: separa-se uma pestana natural para aplicar a extensão sobre ela a uns milímetros do párpado.

Como todas as técnicas, deve-se conhecer, aprender e praticar para obter resultados profissionais. Sem embargo, vale a pena dedicar-lhe o tempo necessário já que transforma o olhar por completo. As extensões de seda mantêm-se de forma fácil e podem ser maquilhadas se assim o desejar.

Em síntese, desde a antiguidade as pestanas conferem uma beleza singular que lhes reserva um lugar destacado. Pouco a pouco, descobriram-se novos métodos de embelezamento e possibilidades de lhes tirar partido em pleno século XXI. Continuarão a ser motivo de inspiração para poetas e literados no futuro?

 
Mais informação

  • Partilhe este artigo
  • Enviar a un amigo
  • Compartir en WhatsApp
Recebe-a totalmente grátis todas as semanas no teu correio eletrónico!

 

Grátis! Agora! Toda a atualidade no teu correio eletrónico de 15 em 15 dias. Subscreve.
Grátis! Agora! Toda a atualidade no teu correio eletrónico de 15 em 15 dias. Subscreve.
Grátis! Agora! Toda a atualidade no teu correio eletrónico de 15 em 15 dias. Subscreve.
Grátis! Agora! Toda a atualidade no teu correio eletrónico de 15 em 15 dias. Subscreve.